domingo, 26 de outubro de 2008

Pequena contradição

Tem dias que te odeio profundamente.

Odeio-te pela falta imensa que me fazes agora.
Odeio-te pela falta que me fazem as tuas piadas estupidas.
Odeio-te porque passas dias sem dar sinal de vida.
Odeio-te porque dizes que me amas e depois vais embora.
Odeio-te quando não me respondes às sms.
Odeio-te quando não me convidas para almoçar contigo.
Odeio-te porque há muito tempo que não saimos pra fazer porcaria.
Odeio-te por não perceberes que sinto a tua falta e odeio-te ainda mais quando não me dás mimos...

Mas depois tem dias que só te amo.

Amo-te por tudo o que és e por tudo em que me tornas quando estou contigo.
Amo-te por todas as horas ao telemovel.
Amo-te por todos os abraços.
Amo-te por todas as discussões.
Amo-te por todos os beijos.
Amo-te por tudo o que já fizeste por mim.
Amo-te por cada momento parvo.
Amo-te por me fazeres sorrir naqueles dias escuros.
Amo-te porque sem ti já é tão dificil.

Ricardo (L)

2 comentários:

Nádia Paiva disse...

E diz ele que a gente não posta nada para ele... Vai lá vai! x)

Ritz disse...

A vida é injusta xD