sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O sorriso esconde as palavras que não saem.
Mas por vezes o sorriso desvanece e as palavras cruéis e impetuosas saem enraivecidas pela prisão pela qual as faço passar.
Não te vou pedir desculpa. Sei que me odeias por isto.
Mas não consigo magoar-me mais a mim para não te magoar a ti.
Por isso, por já não ter a força que exigiste de mim, e agora sim, desculpa.

6 comentários:

Ritz disse...

"Mas não consigo magoar-me mais a mim para não te magoar a ti."

Juro que não entendo.
Algum dia, vais acabar por abrir o jogo.

Nádia Paiva disse...

Eu sei. Nunca entendes nada...

E não, não vou. Posso continuar a caminhar na mesma rua, mas não caio no mesmo buraco.

Ritz disse...

É normal que não entenda -_-
ok.

Nádia Paiva disse...

Indubitavelmente...

Ritz disse...

Anyway, what you gonna do about it?

Nádia Paiva disse...

Não te preocupes, hei de me lembrar de alguma coisa.
Pior não posso fazer...